Lucas A. Rodrigues (PhD Student @ University of Saskatchewan - Canadá)

 

Aqui no BRASA Publica, Lucas, aluno de doutorado no Columbus Lab na University of Saskatchewan, no Canadá conta sobre como a suplementação de aminoácidos pode aumentar a performance do sistema imunológico e também favorecer o crescimento de suínos frente à uma condição de infecção. Lucas apresenta o seu artigo publicado na Revista Científica Journal of Animal Science (para ver o artigo na íntegra, clique aqui!)
 



 

Frente à uma condição de infecção, o corpo favorece o uso de recursos energéticos para facilitar a resolução da infecção, aumentando assim a performance do sistema imunológico. Porém, com isso, o crescimento dos animais é prejudicado. Esse é um dilema grande na área de produção animal.

 

Com isso em mente, o estudo de Lucas buscou avaliar o efeito da suplementação de aminoácidos na dieta no crescimento de suínos frente uma condição infecciosa com Salmonella. Para esse estudo, Lucas utilizou suínos e submeteu esses animas a dietas com e sem suplementação de aminoácidos funcionais. Após uma semana dos animais nessas dietas, um grupo foi inoculado com solução salina (grupo controle) e o outro grupo foi inoculado com a Salmonella (grupo experimental). Após uma semana, amostras de sangue desses animais foram coletadas e parâmetros sanguíneos foram avaliados. Observou-se que os animais que foram submetidos a uma dieta suplementada com aminoácidos apresentaram um melhor combate contra o patógeno, e com isso, foi observado menor excreção de Salmonella no ambiente. Os resultados desse estudo mostram que a suplementação da dieta com aminoácidos favorece o crescimento dos suínos com um melhor bem-estar e que frente a uma condição de contaminação de suínos por Salmonella, a suplementação com aminoácidos pode diminuir a circulação desse patógeno. Lucas conta que a criação de animais é complexa e que existem outros inúmeros patógenos. Com essa suplementação os animais estarão melhor preparados para diversos desafios imunológicos. Importante demais para a produção animal né? Por fim, Lucas discute que hoje existe um movimento grande para redução de antibióticos presentes na dieta de suínos, e com essa redução, os animais ficam mais sensíveis à patógenos. Por isso, nos próximos 5-10 anos, estudos como esse serão muito valiosos para auxiliar produtores no manejo da saúde dos seus animais.

 

Caso você queira saber mais ou caso você possua alguma dúvida, acesse os links abaixo:

Columbus Lab @ Prairie Swine Centre Research ● LinkedIn ● email

Não conseguiu ter acesso ao artigo, entre em contato conosco por aqui.

Other news